Etiqueta no RPG

Marcelo Cassaro "Paladino"
Revista Dragão Brasil, Ano 2, Nº 15, Editora Trama.

Estas são algumas regras de comportamento para que você não faça feio em um jogo de RPG:

· Se você é iniciante, não queira bancar o penetra e entrar em um grupo de jogadores experientes (a menos, é claro, que tenha sido convidado). A partida só transcorre bem quando todos os jogadores conhecem as regras e essas regras não podem ser ensinadas a um novato em cinco minutos. Você pode atrapalhar tudo, ou sentir-se colocado de lado. Muito melhor é formar seu próprio grupo para que todos aprendam as regras juntos.

· Quando participar de uma partida como visitante em um grupo já formado, seja como jogador ou como Mestre, esteja preparado para manter a mente aberta. Não existe uma maneira certa ou errada de jogar RPG, e cada grupo tem sua própria maneira de jogar, sua própria visão das regras. Se você tentar impor seu próprio estilo aos outros, só vai conseguir aborrecê-los - e não será mais convidado para jogar.

· Não roube a cena. É verdade que um único jogador pode ser responsável pelo sucesso de toda a aventura, mas não force a barra para ser esse jogador. Deixe os companheiros agirem também. Alguns jogadores são tão chatos que o Mestre joga seus personagens em calabouços, amarrados, amordaçados e inconscientes - e nem assim eles deixam os outros falarem!

· Não tente colocar o Mestre na parede. Nada mais chato que um "advogado de regras" que tenta invocar regulamentos obscuros para sair de uma situação difícil ("hei, a página 712 do manual diz que você não pode fazer isso!"). Prefira sair da enrascada com uma solução criativa, e o Mestre irá recompensá-lo por isso. Confie no Mestre. O papel dele é divertir os jogadores, e não jogar contra eles.

· Por outro lado, se você é Mestre, não seja injusto com os jogadores. Ouça suas queixas e reconheça estar errado quando for o caso. Seja benevolente, permita que um plano bem bolado funcione - mesmo que as chances disso acontecer sejam pequenas. Roube a favor deles em algumas jogadas de dados. Coloque na bolsa do orc morto aquele item mágico de que eles precisavam para curar a doença do companheiro. Apenas não deixe as coisas fáceis demais: sem desafio, a aventura fica chata.

· Nunca se esqueça, o RPG é apenas um jogo - e um jogo onde ninguém ganha ou perde. Não vale a pena discutir com um jogador porque o ladrão dele roubou sua bolsa de moedas; eram moedas de mentirinha. Não brigue com o Mestre porque recebeu uma espada amaldiçoada; a maldição é imaginária. Não saia da mesa pisando duro quando seu personagem morrer; ele não era real, e você pode fazer outro. Seja maduro, cara!

Voltar